13 de junho de 2018

O bom atendimento faz parte de todos os negócios, mas em restaurantes o atendimento é a primeira impressão e um dos fatores mais importantes de todo o processo.

É o garçom quem comanda toda essa área. Geralmente, é ele quem fará o cliente gostar ou não do estabelecimento e do atendimento do local. Ele pode, através de pequenos detalhes, tornar a experiência do cliente agradável ou não.

Por isso, não perpetue problemas que são facilmente evitados.

Veja algumas dicas de conduta que mostram que o garçom é eficaz no atendimento,

Regras da boa convivência

Um bom garçom deve ser cortês, mas na medida certa. É sempre muito bacana ser bem recebido em qualquer restaurante e ter um garçom atencioso, que ouve seus clientes e procura soluções para quando os problemas surgem é essencial.

Saber indicar uma mesa, os banheiros, como funciona a casa, quais são os pratos do dia: essas são tarefas do dia a dia da profissão, que devem ser desempenhadas com maestria e naturalidade.

Porém, evite ultrapassar a linha.

Evite perguntas que possam deixar o cliente desconfortável. Pedir como a pessoa está, sobre seus interesses pessoais e o que fará no fim de semana, por exemplo, pode ser algo que o consumidor não se sente bem em responder neste ambiente.

Na dúvida, prefira expressões clássicas como ‘com licença’, ‘obrigado’ e ‘boa noite’, sendo sempre receptivo e atencioso.

Limpeza

Tanto a limpeza das mesas e ambiente quanto a higiene pessoal do garçom são essenciais. Deve-se evitar usar perfumes com fragrância forte, por exemplo.

Corte de cabelo em dia e barba bem aparada para os homens, também são boas práticas. Além disso, dê uma olhada no figurino da equipe. Roupas ou aventais limpos e bem vestidos são essenciais.

Ter alguma peças extras dentro do restaurante pode ser útil caso o garçom ou garçonete precise se trocar por algum motivo. Imprevistos podem acontecer.

Oriente também os garçons a sempre manterem a atenção às mesas quanto ao acumulo de sujeita, embalagens, etc.

Mesmo durante a refeição pode-se fazer algumas tarefas como repor guardanapos, recolher palitos, pratos e copos sujos. É um bom momento para pedir se o cliente está satisfeito, se ele quer mais alguma coisa, se ele precisa de algo e se estava tudo certo com o pedido.

Conhecer o cardápio

A frase “vou ver com o chefe” é decepcionante para um cliente. Ele espera que o garçom saiba sobre os pratos e seus ingredientes. Fazer um pedido e depois descobrir que aquele prato não está sendo servido também é desconcertante para ambas as partes: garçom e consumidor.

Por isso, preparação é essencial. Tem algum prato que não está sendo ofertado no dia? Avise sua equipe. Os pratos que contém ingredientes como lactose, glúten ou pimenta também podem ser opções que o garçom tenha na ponta da língua para já deixar o aviso para os clientes.

Além disso, se os garçons conhecerem o melhor prato da casa e algumas opções ideais para casais, toda a família ou para uma refeição individual, isto pode salvá-los se o cliente pedir alguma sugestão.

Rapidez

Agilidade é sempre importante. Principalmente em um lugar como os restaurantes, em que a espera pode gerar desconforto e a insatisfação do cliente.

Você já testou os pedidos automatizados, pelas comandas eletrônicas? Um garçom equipado com uma comanda eletrônica que pode ser utilizada com qualquer smartphone, pode trazer muitos benefícios para o seu estabelecimento.

Seu atendimento ganha benefícios como agilidade, redução de erros no pedido e economia de tempo do garçom, que não precisa se deslocar até a cozinha após anotar cada pedido.

E engana-se quem pensa que apenas grandes redes e lugares podem se beneficiar da ferramenta. Instale facilmente um sistema de gerenciamento rápido e mostre que seu estabelecimento tem um padrão elevado no atendimento.

Conheça o sistema MOGO Smart, que possui funções que irão facilitar e agilizar a rotina do seu estabelecimento.

 

Cuidados que todo bom garçom deve tomar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *