23 de outubro de 2018

Como em todas as áreas, o segmento de gastronomia tem seus altos e baixos. Aumentar os lucros do restaurante é algo que sempre está na mente dos gestores, certo?

O cliente busca um serviço completo, muito além do bom atendimento. Hoje, restaurantes são responsáveis pelos bons momentos, lembranças e histórias dos seus consumidores, e é isto que está em jogo.

Com tantas possibilidades, é preciso ser criativo para manter-se sempre lucrativo. Porém, há estratégias já testadas e comprovadas que podem lhe ajudar nesta jornada.

Curioso para saber mais? Continue conosco.

Mais lucro: dicas para aumentar a rentabilidade do seu restaurante!

Antes de tudo, conheça seu cliente! Este é um ótimo primeiro passo para saber quais estratégias aplicar em seu restaurante.

Como é seu fluxo de pessoas? Quanto tempo seu cliente demora para encontrar uma mesa, fazer um pedido, receber o pedido, comer e ir embora?

Todos buscam agilidade, claro, mas conhecer a rotina do seu consumidor dentro do seu restaurante é importante para saber como aumentar sua lucratividade dentro deste cenário.

Ensine sua equipe a vender!

Seus garçons são seus melhores vendedores. Eles não devem apenas servir pratos, mas também saber vender os produtos do seu restaurante.

Já comentamos anteriormente em nosso blog como tornar seus garçons verdadeiros vendedores do seu menu.

De qualquer forma, conhecer os pratos e drinks do restaurante é fundamental para um bom atendimento na hora de ajudar o cliente com o pedido.

Descreva seus pratos

Descrever os pratos no cardápio é, comprovadamente, uma técnica que ajuda a vender mais. Na hora da experiência do cliente, faz toda a diferença.
Se puder, prefira as descrições mais “românticas”, que passem alguma sensação. Frases como “incrível combinações de sabores” ou “textura delicada e suave” são frases mais palpáveis na hora da leitura do menu.

Seu cardápio age como um vendedor, de forma inconsciente.

Se for possível, parte para o lado do humor e crie nomes diferentes e divertidos, ou descrições que tenham tudo a ver com o seu posicionamento!

Percepção de valores

Greg Rapp, um engenheiros de menus, deu dicas valiosas sobre organização de valores em seu menu.

A ideia é simples: seu cliente não quer o prato mais caro do estabelecimento. Portanto, ele olhará os outros pratos do cardápio. Sabendo disso, você usa o prato mais caro como um chamariz para os outros, que no fim das contas nem são tão mais baratos assim.

Os preços são organizados de uma forma que o prato mais barato nem sempre possui um valor tão baixo assim.

Outra dica que ajuda é usar os números quebrados. Valores como R$1,99 representam bem esta técnica de percepção.

Quando vemos valores como R$1,80 acreditamos que este valor está muito mais próximo de ser R$1,00 do que R$2,00.

Evite usar o cifrão ($)

Simbolicamente, ao abrir o cardápio e se deparar com o cifrão, seu cliente tem automaticamente a noção do dinheiro que irá gastar.

Por isso, evite usar o símbolo nos menus e deixe que a atenção seja direcionada para outras partes do cardápio, como imagens e composição de pratos.

Padrão de leitura

A técnica se chama Scanpaths, que é a análise de como os olhos das pessoas observam certos conteúdos, a direção que eles tomam ao olharem para algo.

Nos menus, de acordo com um estudo coreano, um terço dos consumidores aceita o primeiro item para o qual sua atenção é levada. Como resultado, os restaurantes começaram a colocar na melhor posição o melhor prato.

O canto superior esquerdo e direito são estes pontos e partem de um princípio cognitivo humano. Lembramos muito melhor dos ítens no início de uma lista. Nossa leitura é da esquerda para direita, de cima para baixo.

Portanto, deixe os itens do seu menu organizados de forma que seu cliente, sem perceber, tenha algumas prioridades. Lembre-se que seu cliente pode ler seu menu completo, mas sempre terá uma lembrança maior dos primeiros itens.

Cada restaurante terá sua forma de se posicionar no mercado e uma rotina diferente. Por isso é importante adaptar todas as dicas ao seu dia a dia.

Trabalhe com os produtos que você já tem, seu público e posicionamento e inove! As pequenas coisas podem significar transformações grandes em seu faturamento.

Nossa última dica é: conte com um ótimo sistema de gestão. Encontre economia em seus processos, tenha maior controle de estoque, reduza os desperdícios e conheça melhor como sua cozinha e equipe funcionam.

Assim, você também terá mais lucratividade e mais tempo para oferecer um atendimento e gastronomia ainda melhores para seus clientes.

Agora, é planejar e realizar. Para calcular os cultos do seu restaurante self-service, conte com nossa planilha gratuita:

Como aumentar os lucros do seu restaurante?

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *