27 de março de 2019

Acompanhar o fluxo de caixa é crucial para o sucesso do seu empreendimento.

Fazendo isso você estará apto para controlar todas as variáveis que envolvem seu negócio.

O gestor precisa seguir acompanhando seu fluxo de caixa, planejando e estabelecendo metas, detectando problemas/falhas, com o objetivo de definir as melhores estratégias para aplicar seu dinheiro em melhorias no seu empreendimento.

Tão importante quanto saber quanto entra no seu caixa, é saber quanto sai. Apenas desta forma você saberá corretamente qual sua margem de lucro real.

Para que isso aconteça, organizar e estruturar o seu fluxo de caixa é indispensável, visto que você está em uma busca constante de crescimento no mercado.

Vamos a algumas dicas valiosas para te ajudar a controlar seu fluxo de caixa:

Construa um planejamento para o seu fluxo de caixa.

O ideal é que se faça uma projeção de aproximadamente três meses registrando diariamente o saldo inicial, entradas, saídas, saldo operacional (entradas x saídas) e saldo final (soma do saldo inicial e do operacional).

A sua principal meta: Seja organizado, e saiba sempre as respostas das seguintes perguntas:

Quanto a empresa deve? Quanto ela tem para receber? Onde estão os comprovantes e os recibos? Tem alguma conta vencendo hoje?

O conhecimento e controle do fluxo de caixa é primordial em uma gestão.

Assim como as respostas destas perguntas, elas ajudam o gestor nas tomadas de decisão.

Mas saia que é importante que não só o gestor esteja a par da situação financeira da empresa, seus sócios e funcionários também devem estar avisados.

Classifique suas entradas e saídas do caixa

É extremamente importante conhecer a fonte de cada receita para saber o que está sendo lucrativo e o que precisa ser ajustado.

Cruze dados como expectativa x realidade para saber se você está de fato percorrendo o caminho correto, e que o mesmo está te guiando para a meta do seu empreendimento.

Especifique as entradas categorizando-as em suas diversas formas de pagamento, como por exemplo; dinheiro, duplicatas, cheque pré-datado e cartão de crédito.

O mesmo também deve ser feito com as saídas, para saber onde exatamente está sendo aplicado o capital.

Exemplo: impostos, pagamentos (fornecedores), salários, pró-labore, contas de água, luz, telefone, aluguel, entre outras despesas extras.

Adquira um sistema de automação.

Depender de papéis para controlar seu fluxo de caixa é um erro, já que os mesmos podem se perder facilmente e você vai acabar perdendo a precisão deste cálculo.

A maneira mais eficiente de controlar as entradas e saídas sem perder nenhum detalhe, e evitar erros é utilizando um sistema de automação.

Este software irá concentrar todas as informações em uma plataforma para que seja possível realizar um balanço diário, semanal e mensal do seu negócio.

Ele vai te mostrar um panorama geral da situação financeira do seu empreendimento, o que vai garantir que você tenha pleno controle do mesmo, gerenciando de forma otimizada todas as áreas administrativas.

Para isso, conte com o Mogo Smart!

Nós temos as melhores opções para você gerenciar o seu estabelecimento, não deixe de conferir. Conheça nossas soluções!

Como escolher o melhor sistema para seu restaurante?

 

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *