12 de fevereiro de 2019

O controle financeiro pode ajudar seu restaurante a crescer ? A resposta é sim!

Isso porque ele te ajuda a economizar e portanto te dá margem para investir.

Um bom controle financeiro pode salvar um restaurante, ou até mesmo mantê-lo longe de várias possíveis situações complicadas.

Suas finanças então diretamente ligadas aos diversos processos e serviços de seu negócio, portanto, fique atento a cada um deles e mantenha o controle dos mesmos, a fim de evitar despesas desnecessárias.

Além de trabalhar para garantir economia no dia a dia, é necessário ter uma excelente organização financeira; tarefa que exige atenção, e faz toda a diferença na busca incessante de manter um estabelecimento aberto a longo prazo.

O que muitas empresas e pequenos empreendedores acabam fazendo a princípio é iniciar seu negócio sem dimensionar o quanto precisa de capital de giro.

E neste caso, quando as contas chegam e os imprevistos também, se percebe que ainda não existe o domínio total do capital de giro.

Para evitar que isso aconteça e traçar a dimensão de todas estas variáveis, um acompanhamento detalhado e um bom planejamento se tornam indispensáveis.

Veja como começar a fazer o controle financeiro do seu restaurante.

Administre o fluxo de caixa minuciosamente

Com um controle frequente do fluxo de caixa é possível fazer um levantamento financeiro para determinado período.

Então é bom estar ciente das necessidades e organizar entradas e saídas de receita.

Todo o movimento financeiro deve ser lançado para evitar inseguranças e incertezas na hora de fechar o caixa ( atividade que deve ser feita diariamente).

Para tanto, realize o registro diário de contas a pagar, receber, controle de estoque e vendas.

Isso vai permitir que o gerenciamento do seu restaurante, e as tomadas de decisão aconteçam com base nos dados e cálculos feitos no seu controle.

O que irá garantir maior probabilidade de lucro e sucesso do seu negócio.

Trace o demonstrativo de resultados

Tenha conhecimento e contato, durante toda a sua gestão, com o custo das mercadorias, o valor de venda dos produtos, e inclusive das despesas variáveis e fixas.

Com estes dados em mãos você pode calcular o lucro líquido, independente dos recebimentos ou pagamentos a serem feitos, chegando ao que chamamos de “margem de contribuição”.

A margem de contribuição (MC) é o resultado da diferença entre a receita total, suas vendas com despesas e demais custos variáveis.

Vamos entender melhor:

Imagine que seu restaurante planeje vender 100 unidades de um novo prato, custando R$ 20,00 cada unidade.

Para produzir cada unidade deste produto, você tem um custo de R$ 5,00 e, digamos, mais R$ 3,00 de despesas gerais (também chamadas de despesas variáveis).

Portanto, nossa Margem de Contribuição ficaria:

MC = VU x QP – (CP + DV)
MC = 20 x 100 – (5 + 3)

  • MC: Margem de contribuição.
  • VU: Valor Unitário (valor de venda do produto)
  • QP: Quantidade de produto a venda (nesse caso 100)
  • CP: Custo do produto
  • DV: Despesas Variáveis

Aqui então temos sua Margem de Contribuição ou lucro líquido, de 60%.

Quer dizer que para cada unidade do produto que você vender a R$ 20,00, você terá um lucro de R$ 12,00.

Mantenha um controle rigoroso

Por mais que você conheça todos os valores, as entradas e saídas, os fornecedores e tudo o que seu restaurante precisa para seguir funcionando, manter o controle diário pode ser uma tarefa muito desgastante.

Por isso, tenha um controle seguro de todos esses dados. Compare os lançamentos e notas fiscais, e verifique com frequência juntamente aos seus funcionários, possíveis discordâncias nos valores.

Analise brechas (como descontos, cortesias, promoções, etc) que possam vir a prejudicar a empresa e suas metas a longo prazo.

Promoções, por exemplo, devem ser feitas como meio para aumentar o fluxo de caixa no momento, ou para incentivar pessoas a conhecerem seu estabelecimento.

Foco no objetivo é sempre necessário. Coloque todas suas decisões na balança e perceba o que é realmente benéfico.

Seu estoque também precisa de controle, já que o mesmo está ligado de forma incontestável às finanças do seu restaurante.

O controle efetivo das entradas e saídas vão te ajudar a evitar o desperdício, e a saber de forma mais exata as quantidades necessárias a serem compradas para reabastecer seu estoque.

Encontre a melhor estratégia para seu serviço de Delivery

As entregas de pedidos precisam de sua atenção. A logística desse processo pode vir a deixar o mesmo mais eficiente!

Primeiramente, manter um cadastro de clientes vai te ajudar a ter um atendimento mais rápido, já que seus clientes assíduos não vão precisar entregar todos os dados toda vez que fizerem um pedido.

Tenha um sistema que centralize a entrega de seus pedidos. O mesmo pode permitir que você controle a localização das entregas e auxilia no gerenciamento de tempo de forma organizada.

Descubra como o Atendimento de seu restaurante pode ficar mais eficiente

Um sistema informatizado aqui pode ser a melhor solução.

Através dele você poderá receber relatórios e fazer uma média de número de pedidos em um determinado tempo ( dia, semana ou mês).

Isso também irá gerar controle nos pedidos em tempo real. E vai diminuir a probabilidade de pedidos não serem anotados ou entregues na mesa errada, ou até mesmo no endereço errado (em caso de delivery).

Será possível encontrar facilidade no cálculo de comissões, e também no acompanhamento do desempenho dos atendentes.

O uso de papel para anotar pedidos costuma ser um grande problema. Isso porque costuma deixar o processo mais lento e menos eficaz.

Um sistema de automação vai garantir que os pedidos cheguem a cozinha no momento que são feitos, além de evitar possíveis erros com pedidos.

O sistema pode mostrar alguns dados importantes sobre seu restaurante como:

  • Tempo necessário para fazer cada prato;
  • Quais tem mais saída, e quais têm menos;
  • Volume de vendas diário.

Este controle também pode te ajudar a desenvolver seu cardápio descartando dele os pratos que dão prejuízo para o seu negócio, ou que quase não tem saída.

Utilize relatórios para ter o controle de suas finanças e investimentos

Relatórios são ótimos na gestão porque mostram como está a situação por completo. O que auxilia na hora de tomar as decisões necessárias.

Relatórios são bons aliados, e podem ser feitos para controle de suas vendas, do seu estoque e gastos em geral, por exemplo.

Mantenha relatórios de vendas diários ou semanais, para garantir maior precisão no controle financeiro do seu restaurante.

Eles vão te mostrar quais itens que tem mais saída, e portanto quais ingredientes não podem faltar de maneira alguma no seu estoque.

É a melhor maneira de organizar os prós e contras de cada prato servido e saber quais dão mais lucro, e quais dão menos.

Além do mais, faça bom uso do DRE ( Demonstrativo de Resultado de Exercício); uma demonstração contabilística que evidencia o resultado líquido através da comparação das receitas, custos e resultados do seu negócio.

O DER é uma ferramenta que auxilia e tem grande valia no desenvolvimento da sua estratégia e gestão de negócio. Ele ajuda a tomar as melhores decisões para a gestão através de dados precisos que indicam sua margem de lucro de forma vívida.

Trabalhe bem o seu dinheiro

O controle e a mensuração de dados é o primeiro passo para que sua gestão aconteça de forma mais organizada, garantindo retorno e lucratividade para o seu restaurante.

Para administrar bem o seu negócio, é necessário ir além e trabalhar cada centavo que está envolvendo o seu dinheiro.

Procurando sempre a melhor forma de investir seu dinheiro.

Algumas ações em particular podem te ajudar. Procure por em prática as seguintes dicas:

  • Encerre seu mês operacional todo dia 25, neste período você terá o tempo necessário para realizar os cálculos e confeccionar as folhas de pagamento.
  • Esteja atento a conferências e checagens do saldo de caixa e verifique vales e valores pendentes das vendas do dia/semana/mês.
  • Compre tudo que puder à prazo e negocie os melhores prazos possíveis. Tenha em mente que nem sempre os pagamentos são a vista e com prazo estendido você poderá arrecadar o valor necessário.
  • Desfaça-se de mercadorias paradas e, em falta de dinheiro, compre em menores quantidades, diminuindo os estoques.

Conhecer a situação como um todo é essencial para que você saiba a hora certa de investir mais no seu negócio, e em que área você deve fazer isso.

Por meio de sistemas informatizados, você terá relatórios que vão possibilitar a obtenção e o reconhecimento do fluxo do seu caixa, que é o montante gasto e recebido durante um período em especial. Geralmente o mês.

Adotar um sistema que automatiza procedimentos e lhe oferece todos os dados necessários para traçar novos planejamentos e uso de recursos para subsidiar o próprio crescimento é a chave mestra para ter uma gestão de sucesso.

Você conhece o Mogo Smart? Agora que você já sabe como fazer o controle financeiro do seu restaurante, veja o que nós podemos fazer por ele!

Como fazer o controle financeiro do seu restaurante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *