24 de abril de 2019

Gerir uma empresa não é para qualquer um. E quando o foco é a gestão de restaurante, algumas questões se tornam essenciais.

Isso porque a gestão de um restaurante requer a integração completa de diversos setores a fim de fazer os processos funcionarem de forma plena trazendo lucratividade no fim de todo o mês.

Justamente por isso, separamos uma lista de 4 coisas que todo o gestor de restaurante deve saber, para evitar que o negócio feche as portas;

Quais são os produtos mais vendidos e quais trazem mais ou menos lucro para o negócio?

Parece uma pergunta rasa mas na verdade é tem um grau gigantesco de importância.

Esta questão é ligada fortemente ao seu estoque.

Saber quais produtos são mais vendidos, ou seja, os tem mais procura, e quais ficam na sua prateleira por mais tempo, irá garantir que você compre a quantidade certa de insumos, evitando desperdício.

Por vezes alguns produtos ficam tanto tempo em sua despensa que acabam perdendo a validade, por isso é tão importante estar ciente de quais pratos tem mais saída, e portanto quais ingredientes são usados para tal; isso vai evitar que você jogue dinheiro fora com insumos comprados em um número além do que é realmente necessário.

Como elaborar o cardápio ideal?

Elaborar o cardápio ideal e/ou, realizar as alterações necessárias é o que vai garantir a melhor performance do negócio.

Seu cardápio deve estar de acordo com seu ambiente e seus serviços, já que ambos estarão voltados para o tipo de cliente que vai frequentar seu restaurante.

É essencial que todos estes fatores estejam conectados.

No momento de elaborar seu cardápio, 3 passos são a base para garantir que você fez as escolhas corretas:

  • Decida o que servir levando em conta seu público e o valor médio de cada prato;
  • Organize seu cardápio separando pratos quentes de pratos frios, entradas, pratos principais e sobremesas;
  • Elabore uma ficha técnica, contendo a receita de seus pratos e os ingredientes necessários.

A dica extra aqui é: utilize Cardápios Eletrônicos. Eles facilitam o atendimento ao cliente, minimiza os erros nos pedidos e acelerando a entrega dos pratos.

Quem trabalha com cardápios eletrônicos, sem sombra de dúvidas, conta com um grande diferencial no seu restaurante.

Controle financeiro básico

Ter um controle financeiro é essencial em qualquer negócio, isso porque ele regula o sucesso de seus restaurante.

Uma das funções primordiais no que diz respeito ao controle financeiro, é o fechamento de caixa, que para maioria dos gestores é bastante complicado.

Vale destacar que seus colaboradores jamais vão conseguir fechar o caixa da maneira devida se o gestor não estabelecer uma organização e uma padronização para tanto.

Isso porque o fluxo do seu caixa não se trata apenas das das contas recebidas , como também as contas a pagar, o controle de estoque e de vendas.

Faça o cadastro destes movimentos de caixa diariamente, para garantir um controle total de suas finanças.

Quando o processo de controle financeiro, e fluxo de caixa acontecem de forma manual, não se estabelece um padrão de registro das vendas e dos tipos de pagamentos escolhidos no fechamento de cada conta.

E por muitas vezes o caixa não fecha no fim do dia. Por isso cadastrar as contas é uma tarefa tão difícil.

Um exemplo prático que mostra muito bem a necessidade de separar o registro de vendas por tipo.

Se uma compra é feita parcelada no cartão de crédito, as entradas vão acontecer de mês a mês no seu caixa, e isso deve estar evidenciado no seu registro.

Como resolver este problema?

Utilize um software de gestão de restaurante que dê conta de te ajudar a administrar seu fluxo de caixa por completo, além do estoque e dos pedidos feitos em seu restaurante.

Liderança para gestão

O melhor caminho para gerar liderança e motivação de forma efetiva em toda a equipe é a gestão de alto impacto, que aposta na horizontalidade das relações entre os líderes de cada setor, e seus colaboradores.

Um líder tem o poder de enxergar o indivíduo por trás do funcionário, a pessoa em sua essência, e usar isso para tornar ele o melhor colaborador que ele pode ser.

Muito mais do que delegar funções e cobrar resultados de sua equipe, um líder consegue extrair o melhor de cada membro do seu time, levando em conta suas características individuais, pois é o que os torna únicos, e talvez até melhores para que faça outras funções que não as atuais.

Portanto, o líder acaba podendo organizar as equipes de acordo com as habilidades de cada um.

Liderar significa saber delegar as funções, e justamente por essa razão o olhar crítico e sensível de um gestor faz tanta diferença.

Atribuir responsabilidades aos seus colaboradores é uma tarefa difícil, mas fica bem mais fácil tomar essas decisões quando você realmente conhece cada membro da sua equipe.

Uma das principais atividades que envolvem a atribuição de funções é a montagem do cronograma dos funcionários.

Para que essa tarefa aconteça sem erros fique atento aos seguintes fatores:

  • Jamais deixe para montar o cronograma da semana na segunda feira pela manhã, faça isso sempre uma semana antes;
  • Classifique os funcionários por setor ( garçons, pessoal da cozinha, recepcionistas e gerentes). Assim ficará fácil determinar quantos e quais vão trabalhar em cada turno;
  • Descreva cada serviço que será realizado em cada turno, em ordem cronológica, de acordo com cada dia da semana;
  • Não esqueça dos fins de semana e das trocas de turnos.

Montar o cronograma de funcionários é algo que não deve ser deixado de lado durante o planejamento de gestão do seu restaurante.

Gestão de restaurante: o que todo gestor deve saber?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *