21 de dezembro de 2018

Cada vez mais pessoas tem procurado ter uma vida saudável. A tendência das redes sociais, movimentos como o Real Food, a procura cada vez mais alta por profissionais, atividade física e as conversas, online e offline, sobre mudanças de hábitos e alimentação orgânica tem impulsionado esse movimento.

Com isso, um novo nicho completamente novo no ramo alimentício surgiu: os restaurantes naturais.

O grande vilão dessa história é o tempo: alimentação orgânica, fresca e diferenciada requer tempo para comprar e fazer todas as refeições.

É justamente o que muitas pessoas, com a correria do dia a dia, não possuem. A opção é fica é realizar as refeições fora de casa.

Só para ter uma ideia do potencial dessa tendência, entre 2009 e 2014 o segmento de alimentação relacionado saúde e bem-estar teve um crescimento de 98%.

Esse setor movimenta cerca de U$ 35 bilhões por ano no Brasil.

Além disso, a procura por locais com opções de alimentação saudável deve crescer ainda mais.

As pessoas estão cada vez mais preocupadas em se alimentarem de forma adequada, dentro e fora de casa.

Está pensando em investir nesse ramo? Então continue conosco!

O que os Restaurantes Naturais oferecem de diferente?

O que mais impacta nos restaurantes naturais sem dúvida são as opções no cardápio.

Esses locais têm foco em oferecer uma alimentação o mais natural e saudável possível.

Produtos orgânicos, que não passem por tantos processos culinários, temperos naturais, sem quantidades excessivas de sódio e um preparo para refeições equilibradas: tudo isso faz parte do dia a dia de um restaurante natural.

Outro diferencial é o foco em opções para pessoas com restrições alimentares. Celíacos, intolerantes à lactose, vegetarianos, veganos entre outros.

Contudo, ter um estabelecimento do gênero vai além. Muitos restaurantes do tipo também investem em práticas saudáveis além dos pratos.

Diminuir o consumo de plástico, por exemplo, com canudos de aço inox e guardanapos de tecido.

Em alguns locais com esse conceito também encontramos hortas próprias ou o hábito de comprarem de produtos locais.

Também é comum vermos espaços com estruturas sustentáveis.

Telhados verdes, vagas vivas, painéis solares, mesas compartilhadas, sistema de captação de água, reaproveitamento de alimentos entre outras iniciativas.

Ou seja, caso você esteja de olho nos restaurantes saudáveis, vá além do menu!

O empreendedor precisa construir toda uma imagem baseada em atitudes, espaços e produtos ecologicamente corretos.

Quer entrar neste segmento? Confira algumas dicas para ter seu Restaurante Natural

Se você se interessou pelo segmento de restaurantes naturais e deseja investir nele, saiba que é necessário pensar em vários aspectos.

Primeiro: é necessário realmente entender o conceito saudável e sustentável por trás desses locais.

Não é apenas uma alimentação orgânica, é um movimento inteiro em prol de qualidade de vida e sustentabilidade. Vestir essa camisa é essencial.

Para te ajudar, nós separamos algumas dicas:

Orientação de um especialista de nutrição

Existe este pensamento comum de que para oferecer um prato natural e saudável, basta escolher itens orgânicos. Mas na prática não é bem assim.

Não é apenas misturando diferentes tipos de vegetais que você terá uma refeição nutritiva, que atenda todas as necessidades nutricionais de um consumidor.

Por isso, uma das coisas indispensáveis nos restaurantes naturais é ter orientação de um nutricionista.

Esse profissional deve ajudar em todo o processo de elaboração do cardápio, bem como nas rotinas de preparação.

Assim, você poderá oferecer um cardápio com opções realmente nutritivas.

Além disso, ter um nutricionista vai lhe ajudar a pensar em opções diferentes. Você pode ter tanto refeições completas como também sobremesas, lanchinhos, snacks para o trabalho: tudo saudável e orgânico.

Hábitos conscientes e saudáveis

Adote, desde o início, hábitos conscientes e saudáveis. Esse tipo de estabelecimento tem como conceito ser ecologicamente sustentável.

De nada adianta ter um cardápio extremamente nutritivo, elaborado por uma nutricionista, se há muito desperdício de comida e tudo vem dentro de algo de plástico ou caixinhas, por exemplo.

É necessário pensar na rotina do negócio.

Veja que tipos de atitudes podem ser tomadas para torná-lo mais sustentável. Você pode ter uma horta, pode impactar seus clientes de alguma forma positiva?

Há diversas formas de tornar seu ambiente sustentável. Uma dica é reutilizar os restos de comida como adubo para uma horta, ou incentivar os clientes a terem um consumo consciente para evitar o desperdício.

Outra alternativa é criar um sistema de captação da água da chuva, e usar ela para lavar os espaços do restaurante.

E você pode ir além. Espaços verdes, apoio ao uso de bicicletas, espaços compartilhados, venda de produtos naturais para quem quiser levar algo para casa, ter um ambiente bem grande com redes para descanso: vai da sua criatividade.

O legal é mostrar que é sim possível ter um restaurante em formatos mais naturais e chamar seus clientes para participarem disso com você!

Equipe treinada

Uma equipe treinada também é fundamental. Os garçons, por exemplo, não devem apenas ter habilidades para servir os clientes, mas, precisam conhecer as opções do cardápio de modo a tirar dúvidas nutricionistas.

Irão surgir perguntas. É glúten free? Tem lactose? O que vai nesse tempero? É importante que sua equipe esteja preparada para responder todos os clientes e saber explicar seus pratos, se necessário.

Aqui, vale também a mesma regra dos garçons de restaurantes convencionais: que seu time seja o maior vendedor do seu produto.

Portanto, treinamento e um time que veste a camisa. Se sua equipe não acredita no seu posicionamento e no valor do seu restaurante natural, seus clientes serão penalizados.

O pessoal da cozinha também precisa ser treinado de modo a fazer a preparação correta de todos os alimentos com muito cuidado para as restrições alimentares.

Produtos livres de glúten, por exemplo, precisam ser feitos em uma área completamente “livre” e afastada do restante.

Monte um menu completo

Não há limites! Seu restaurante natural pode ser um ambiente para comer bem, comer muito e trazer todo mundo!

Tenha um menu consistente, completo, com entradas, pratos principais, sobremesas, lanches e o que mais achar necessário.

Separe por tipo de refeições, por grupo de alimentos e mostre para seu cliente que comer saudável está bem longe de comer pouco ou comer salada.

Estrutura

A estrutura também é outro aspecto importante. Além de obedecer a todas as questões legais, ela também precisa atender as necessidades dos consumidores e se enquadrar nesse conceito saudável e sustentável.

A implantação de mesas compartilhadas é uma boa alternativa, como já comentamos, mas você pode ir além.

A criação de um espaço pet friendly, mesas ao ar livre, a integração com a natureza, um espaço que usa muito a luz solar, reaproveita água: vale conversar com profissionais da área para criar uma estrutura bacana para seu restaurante natural.

Sistema de Gestão

O restaurante é natural mas a comunicação é digital! Desde o início conte com um sistema de gestão para automatizar processos, melhorar o sistema de pedidos e não ter gargalos de gerenciamento.

Um bom software vai lhe ajudar a controlar estoque, fornecedores, caixa e todo o dia a dia do restaurante.

Para isso, você pode contar com o Mogo Smart!

Essas são algumas das nossas dicas para ingressar no segmento de restaurantes naturais.

O ideal é que você faça um amplo estudo de mercado e consulte órgãos de empreendedorismo para abrir o seu negócio com sucesso.

Restaurantes Naturais, uma tendência para o mercado!

COMPARTILHAR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *